Como definir o Grupo Homogêneo de Exposição no Ambiente de Trabalho?

Em Higiene Ocupacional, um Grupo Homogêneo de Exposição (GHE) compreende uma amostra de trabalhadores cuja dimensão e características do trabalho são afins.

Para definir um GHE, é indispensável conhecer:

  • O ambiente de trabalho – que implica destrinchar os processos de trabalho, principais e secundários, num nível de detalhamento suficiente para depreender a interferência dos processos ambientais no labor executado. Conhecer o ambiente de trabalho também requer inteirar-se de todos os materiais, equipamentos, ferramentas, produtos, subprodutos, insumos e resíduos gerados pelo mesmo, com os quais os trabalhadores mantêm contato, mais ou menos direto.
  • Exposições ocupacionais – uma vez conhecido o ambiente de trabalho e mapeadas suas características, é possível inferir a que exposições ocupacionais os trabalhadores estão sujeitos nos processos realizados.
  • Agentes ou riscos ambientais – o levantamento das características do ambiente de trabalho leva ao reconhecimento dos agentes ou riscos ambientais, mas não só isso; também é necessário avaliar seus efeitos, limites de exposição e características físico-químicas relacionadas.

De posse dessas informações, obtidas pela observação do ambiente de trabalho em condições normais de trabalho, entrevistas com trabalhadores, dentre outros recursos, é possível reunir ou agrupar os trabalhadores em amostras de mesmas características de exposição a um dado agente, a que chamamos Grupos Homogêneos de Exposição. Cada GHE tem um perfil característico de exposição a um dado agente, e está implícito que todo trabalhador pertencente a este GHE compartilha com os demais do mesmo grupo as mesmas condições de exposição.

Mas que critério utilizar para agrupar?

A definição dos grupos será tanto mais eficaz e pertinente quanto a experiência do higienista ocupacional, ou seja, o sucesso dessa definição inicial fica a cargo não apenas do método utilizado (descrito anteriormente, que é muito simples), mas também é assegurado pela observação e bom julgamento do higienista. Contudo, existem alguns passos importantes:

  1. Definir um GHE é, antes de tudo, conhecer o ambiente profissional. Por exemplo, um laboratório de análises químicas (essa será nossa primeira condição de contorno).
  2. A seguir, dentro desse ambiente, destacamos as funções e atividades profissionais realizadas. É possível que duas funções profissionais diferentes estejam expostas ao mesmo agente. Portanto, continuemos a análise.
  3. Então, partimos para identificar os agentes comuns a cada função. Esse é o mais básico, uma vez que duas pessoas que exercem a mesma atividade muito provavelmente estão expostas aos mesmos agentes. Então é a primeira oportunidade de fechar uma exposição associada comum.
  4. Se dentro desta função, houver peculiaridades, é necessário definir ainda mais a função profissional, de forma a identifica-la de forma única. Um exemplo é a variação quanto ao turno de trabalho, por exemplo. Isso pode levar à exposição a agentes diversos.

Em resumo, o que vai definir o GHE é a atividade do grupo de trabalhadores, limitada a uma determinada área física (que provocará uma dada exposição a agentes específicos).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s